O presidente Jair Bolsonaro voltou hoje a atentar contra a saúde pública numa declaração criminosa em sua cavalgada contra a vida dos brasileiros e a favor de sua distorcida agenda eleitoral.

Contra as vacinas e a favor do tratamento comprovadamente inútil com hidroxicloroquina, ele perguntou se não era melhor investir na “cura” da Covid do que na imunização da população.

Um brasileiro que não aguenta mais sofrer na mão do amigo dos milicianos perguntou se não é mais barato para a Saúde e Economia do país investir num processo de impeachment por crimes de responsabilidade do que esperar as eleições de 2022. “A impugnação da chapa seria até melhor”, disse.

A aposta do governo num remédio contra parasitas inspirou o brasileiro sofredor a recomendar a saída às ruas para todos seus amigos como remédio contra os vermes que corroem a democracia brasileira.