O presidente Jair Bolsonaro proibiu hoje a compra de 46 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 anunciada ontem pelo ministério da Saúde. Ele disse que não vai comprar vacina da China e que nenhuma vacina será obrigatória.

O medo do governo é que a vacina tem alto risco de funcionar. Num governo em que a fundação Palmares é racista, o ministério do Meio Ambiente estimula o desmatamento, o da Justiça protege os filhos do presidente, o da Educação destroi o ensino público, o da Economia gera desemprego, o da Mulher e Diversidade é homofóbico e misógino — num governo assim não se pode correr o risco de uma vacina funcionar.

O presidente disse que pretende seguir os mais altos padrões de segurança. Remédio aprovado terá que começar com C e terminar com A. No meio, terá que obrigatoriamente ter loroquin.

De olho no mercado de pessoas que não querem se vacinar no meio de uma pandemia mundial, um empresário de São Paulo lançou o bungee jump sem corda.