A ativista bolsonarista Sara Winter montou um novo acampamento na manhã de hoje: a Polícia Federal a levou para uma cela onde ela esperará para, mais tarde, ser levada para um presídio onde encontrará mais de 300 colegas.

Sara diz tudo não passa de uma homenagem a um de seus ídolos, Adolf Hitler, que passou seus últimos dias trancado numa sala de cimento.

Sara finalmente realiza seu sonho de estar dentro de um prédio público cercado de pessoas armadas.