O aposentado Geraldo Cruz não tem mais idade para ficar brincando de Cirque du Soleil – mas não pode ver uma notícia negativa sobre seu ídolo Jair Bolsonaro que ele sai dando cambalhotas para explicar a “verdadeira intenção” do presidente.

Desta vez foi a recriação do Ministério das Comunicações, a 23ª pasta deste governo. Em campanha, Bolsonaro prometeu no máximo 15 ministérios. Para piorar, o cargo foi entregue a um deputado do Centrão sem qualquer relevância. Em quatro mandatos, o máximo que ele conseguiu foi ser genro do Silvio Santos.

Dizem que a reunião foi assim.

– Quem quer dinheiro? – perguntou Bolsonaro aos políticos do Centrão.

– Eeeeeu! – gritou Fábio Faria.

Foi para defender essa mamata que o seu Geraldo deslocou uma vértebra e foi parar no hospital.

Dizem no governo que o novo ministério serve só para comunicar ao gado que ainda não entendeu quem e o Jair como eles são otários.