O ministro (risos) da Educação (RISOS) Abraham Weintraub se recusou a dar depoimento pessoalmente à Polícia Federal para ser ouvido a respeito de falas racistas que fez. Weintraub disse que o coronavírus foi inventado pela China para prejudicar o resto do mundo.

O ministro, que já escreveu “haviam emendas”, “insitar violência”, “paralização” e “imprecionante”, decidiu dar as respostas por escrito. A princípio, os delegados pensaram se tratar de fraude. “Todo mundo sabe que ele é analfabeto”, disse. “Mas ao ver a grafia das palavras, não havia dúvida de que era ele mesmo. O problema é que não entendemos nada.”

No depoimento ele ficou mudo e os delegados recomendaram que ele fizesse isso pelo resto do mandato.

Especialistas dizem que se ele se demitir, isso terá sido a melhor coisa feita pela educação dos últimos 20 anos – sua carta de demissão poderia dar ao país o tão sonhado Nobel de Literatura.