“Esse peso eu não carrego nas costas”, disse o cavalo Amuleto, depois de pedir demissão da polícia militar do Distrito Federal na manhã de hoje.

“Ele sai cagando pela rua e põe a culpa em mim”, disse o cavalo sobre o animal que carregava.

Amuleto foi usado por Bolsonaro para tocar seu gado na tarde de ontem, mais uma vez desrespeitando as regras de isolamento social. Ao mesmo tempo, Bolsonaro e sua claque se afastam cada vez mais da sociedade: 70% dos brasileiros não aprovam suas ações.

“Sou cavalo mas não sou burro”, disse Amuleto.