O presidente Jair Bolsonaro teria “exigido” a Nelson Teich que recomendasse a cloroquina no tratamento de Covid-19. Diversos estudos recentes mostraram que a cloroquina não só é ineficaz contra o coronavírus como pode causar graves efeitos colaterais, especialmente no coração.

Por isso, a indústria farmacêutica terá que colocar a foto de Bolsonaro nas embalagens de cloroquina – como é feito com cigarros.

“Quem quiser duvidar da ciência tem que saber que o destino é se tornar um mentiroso autoritário, manipulador, orgulhoso de ser ignorante, potencialmente genocida e, de uma maneira geral, um grande filho da puta”, disse a decisão.