A ministra Damares está promovendo uma ampla campanha de abstinência sexual em todo o Brasil. Segundo especialistas, o projeto pretende que o governo tenha o monopólio de foder com o brasileiro.

Damares se mostrou muito irritada hoje com o tira e põe — e tira de novo — do assessor da Casa Civil Santini, flagrado em voo pessoal da FAB. “Essa introdução, retirada e reintrodução ritmada manda a mensagem errada para a juventude”, disse. “Precisamos fortalecer o movimento, mas não o da pélvis”, continuou. “Temos que alcançar a abstinência de putaria no governo”, completou, enfática.

O MEC de Weintraub foi na mesma toada e lançou o EMEM Fodendo para estudantes que ficarão sem nota e sem faculdade pública.