A ministra Damares está promovendo uma ampla campanha de abstinência sexual em todo o Brasil. Segundo especialistas, o projeto pretende que o governo tenha o monopólio de foder com o brasileiro.

Conhecido como “pacote anti-coito” a iniciativa da pastora Damares não se aplica a pastores evangélicos que são presos acusados de abusar de menores semanalmente. O MEC de Weintraub foi na mesma toada e lançou o EMEM Fodendo para estudantes que ficarão sem nota e sem faculdade pública.