Regina Duarte confirmou na noite de hoje que recebeu o convite para a Secretaria de Cultura após a demissão de Roberto Alvim por um pequeno deslize nazista. Ela também disse que não se sente preparada para o cargo – mas ainda não disse não. Regina disse que toparia se o presidente fosse o Manoel Carlos.

Bolsonaro logo ligou novamente para a atriz.

“No tocante a isso aí você pode ficar tranquila, porque temos um ministro da Educação semi-analfabeto, uma ministra de Direitos Humanos que não tolera pessoas diferentes dela, um ministro do Turismo que não pode viajar porque é investigado, um ministro da Justiça flagrado confabulando contra o devido processo legal no celular, um ministro do Meio-Ambiente que quer destruir a natureza e um presidente que nunca administrou nada. Tá ok?!”

Depois de Regina Duarte na Cultura, Bolsonaro quer Odete Roitmann nos Direitos Humanos e os donos da Escrava Isaura no Instituto Palmares.