Em mais um forte golpe na frágil masculinidade de Jair Bolsonaro, a revista Time, fundada em 1923, escolheu como personalidade do ano a ativista sueca Greta Thurnberg.

Bolsonaro disse que a revista só existe porque foi criada com dinheiro da Lei Rouanet por Lula. O presidente ficou ainda mais chateado porque concorreu ao título de Animal do Ano da revista Globo Rural mas perdeu para o marreco Moro.