Mal saiu da cadeia, o ex-presidente Lula voltou a roubar… a atenção que estava no porteiro de Bolsonaro. O homem que disse ter ouvido a voz de “seu Jair” autorizando a entrada de um dos suspeitos de matar Marielle Franco e seu motorista.

O caso continua sem solução e procuradores apoiadores de Bolsonaro são colocados no caso um depois do outro.

Bolsominions aguardam o comentário de Bolsonaro sobre o voto de Toffoli que libertou Lula. E sobre a liberação de Flávio.

Moro reafirmou que não concorda com o que está acontecendo. E suas frases não tem concordância.