Depois do presidente Jair Bolsonaro ser citado nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco, o caso pode passar para o STF.

Ele foi citado por um porteiro de  seu condomínio que registrou a visita do principal suspeito de atirar em Marielle no dia do assassinato. O suspeito disse que iria à casa de Bolsonaro, teve sua entrada liberada por alguém de sua casa, mas foi à casa de outro suspeito de participar do complô que matou Marielle.

Agora, o STF pode devolver o recado que Eduardo Bolsonaro deu há alguns meses, dizendo que a corte máxima do país poderia ser fechada por um cabo e um soldado. O STF pode ordenar investigações no condomínio de Bolsonaro a qualquer momento.

Jair perdeu a compostura numa live tentando explicar que não tem nada a ver com isso. Ele gritou tanto que acordou as hienas do zoológico da cidade saudita em que está.

Após a live, nenhum príncipe saudita quis passar uma tarde com Bolsonaro.