Depois que a Polícia Federal de Sérgio Moro entrou na casa de Luciano Bivar e da sede do PSL em busca de provas sobre o escândalo das candidaturas laranja, o clima pesou em Brasília. Bivar fez ameaças veladas de que poderia pedir o VAR da campanha presidencial de Bolsonaro e deixou o Planalto tremendo de medo.

Hoje, Bolsonaro já contemporizou. Fez um afago em Bivar e disse que nunca quis “tomar o PSL de ninguém”. A crise quase separou as metades da laranja, dois amantes, dois irmãos.

Bivar já vinha fazendo aulas de canto para viver o papel de Roberto Jefferson na nova temporada do seriado Brasil. Bolsonaro chamou o ex-futuro-ex-aliado para comer uma pizza de laranja na casa do Queiroz.