A crise entre Bolsonaro e o PSL chegou ao limite. Depois de dizer a um apoiador para “esquecer o PSL”, o presidente do partido Luciano Bivar chegou a dizer que Bolsonaro “já não tinha nenhuma relação” com a sigla.

Bolsonaro voltou atrás e disse que a crise é ‘briga de marido e mulher’. Como nenhuma das partes quer cuidar dela, a população já se prepara para ser mandada para um orfanato.

O clã Bolsonaro, todo filiado ao 17, já procura uma nova casa. “Gosto muito de laranja, como todos sabem, então no tocante a essa cuestão (sic) eu tenho uma queda hétero pelo partido Novo, tá ok?”, afirmou.

A família também vem conversando com o PSDB, que tem imunidade à prisão inscrita na Constituição. O maior interessado em se tornar tucano é Flávio, que já caiu nas graças de Gilmar Mendes.