Pesquisa CNT/MDA divulgada hoje mostra que a avaliação negativa do governo Bolsonaro subiu de 19% para 39,5%. A última pesquisa foi feita em fevereiro.

A aprovação pessoal de Bolsonaro despencou de 57,5% para 41% – e a desaprovação foi de 28,2% para 53,7%.

A desaprovação do governo e da figura do proto-ditador miliciano nepotista subiu tão rápido que já garantiu vaga na Libertadores. O ódio a tudo o que Bolsonaro significa também ultrapassou o Flamengo não só em pontos como hoje é também a maior torcida do Brasil.