Em meio a tantos debates para decidir o que deve ou não contabilizar tempo de serviço nos cálculos de aposentadoria, uma proposta da base governista chama a atenção por incluir as passadas de pano para Bolsonaro no cálculo.

O governo diz que a adição beneficiará um número pequeno de pessoas, já que não mais se vêem muitos eleitores defendendo o presidente após declarações recentes do mesmo, e que portanto a medida não tem poder para afetar substancialmente o orçamento.

A oposição já se manifestou e diz que a medida deverá ser discutida com cuidado, e que só haverá votação favorável caso as hashtags Lula Livre e Fora Temer também sejam incluídas no cálculo.

Ideia do leitor Gabriel Roque. Mande suas sugestões para editor.sensacionalista@gmail.com