Uma pesquisa feita com milhares de brasileiros que ainda apoiam o presidente Jair Bolsonaro revelou que um dos últimos argumentos usados por eles – “E o Lularapio?” – pode tirar 50 pontos do QI.

“Pessoas que conseguiam fazer cálculos complexos no começo do teste passam a babar no papel da prova depois de resgatar os maus feitos do ex-presidente Lula para tratar da ameaça real à democracia representada pelo governo autoritário de Jair Bolsonaro”, disse o estudo.

O pesquisador também reclamou que o gramado em frente ao instituto foi devorado pelos apoiadores de Bolsonaro na saída do teste.