O ministro Sergio Moro atuou como hacker na última eleição presidencial. Pouco antes do pleito, o então juiz divulgou a delação premissa de Antonio Palocci, que foi notícia em toda a mídia. Moro, segundo Deltan Dallagnol, não dava muito valor às informações por não trazerem novidades ou provas. A notícia foi publicado hoje na Folha de São Paulo.

Pouco depois da informação, o presidente Jair Bolsonaro informou que vai indicar Moro para a próxima vaga no STF. Ou seja: Moro não acreditava em Palocci e ganhou ainda mais pontos no governo que não credita em petista.