O presidente Jair Bolsonaro foi flagrado hoje num almoço dizendo a Onyx Lorenzoni que não vai liberar verbas para governadores de oposição do Nordeste – e se referiu à região como “paraíbas”. No Rio de Janeiro, o termo “paraíba” é extremamente preconceituoso e xenofóbico contra pessoas oriundas do Nordeste.

No mesmo dia, Bolsonaro disse que não há fome no Brasil e que pode acabar com os 40% de multa no FGTS em caso de demissão sem justa causa.

Bolsonaro parece ter tirado o atraso depois de ficar três dias sem falar por recomendação do dentista.

O mesmo dentista disse que da próxima vez vai recomendar um silêncio de três anos e meio.