Brasileiros brancos e ricos de todas as cores e classes sociais se reuniram neste domingo para homenagear o líder religioso da Lava Jato, Sérgio Moro. Moro fez diversos milagres enquanto era juiz em Curitiba, como reabilitar animais (tucanos e jumentos).

As passeatas pró Moro já se integraram ao calendário religioso nacional ao lado da Marcha de Jesus pelos crimes contra a democracia e em favor da violência policial.

Lula não gostou nem um pouco do endeusamento de Moro. “Eu só tem um”, disse ele, que depois colocou a culpa no frio de Curitiba por estar rouco e não ter pronunciado “Deus” corretamente. “O certo é Deus. Vou até soletrar: L, U, L, A”.