Uma análise detalhada dos vazamentos de mensagens trocadas pela equipe da força-tarefa da Operação Lava Jato com o juiz Sérgio Moro mostrou que os dois combinaram ações com o objetivo de condenar Lula e até interferir nas eleições. Dallagnol até se mostra preocupado com a falta de consistência das provas contra o ex-presidente.

Uma coisa que não aparece nas conversas é a resposta para uma pergunta que há muito tempo tira o sono do brasileiro: como alguém pode se chamar Deltan. “A primeira vez que vi no noticiário achei que fosse sigla de alguma coisa tipo Detran”, disse um internauta.

Bolsonaro mantém silêncio porque ainda estuda como pode piorar ainda mais a crise envolvendo Moro e seu governo. Ele teria pedido ajuda a seu filho Carlos para estragar ainda mais o clima para a votação da Previdência – Carluxo teria pedido tempo para consultar um dicionário de rimas antes de escrever um tweet sobre o caso.

Desiludido com a tecnologia, Dallagnol disse que vai desinstalar o Telegram e só vai se comunicar via PowerPoint de agora em diante.