O hospital Albert Einstein inaugurou hoje a sua ala de alérgicos ao Coaf. A sala foi desenvolvida logo depois que Fabrício Queiroz pagou R$ 64 mil reais em dinheiro vivo. Muito vivo.

Por se tratar de dinheiro repassado em ambiente hospitalar, Queiroz teve que lavar as notas muitas vezes, até que elas ficassem livres de qualquer contaminação. Já dos vermes elas jamais se livrarão.