A atuação da família Bolsonaro está fazendo a reforma da previdência morrer na Câmara. Depois de sofrer ataques de Carlos Bolsonaro no Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que está fora das articulações.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, Maia teria dito a Paulo Guedes que agora fará apenas “nova política”, ou seja, “não fazer nada e ser aplaudido nas redes sociais”.

Pelas últimas pesquisas, aparentemente nem mesmo ser aplaudido será mais possível. Bolsonaro perdeu 15 pontos na sua popularidade.

A oposição decidiu que não vai fazer nada e apenas comprar pipoca para acompanhar. Ninguém quer atrapalhar o governo a se atrapalhar sozinho.