O presidente Jair Bolsonaro vai encaminhar um projeto de lei ao Congresso pedindo o aumento da maioridade penal para garotos. Isso se garotos forem filhos de poderosos, brancos e ricos. Para os mais pobres, a maioridade penal vai diminuir e pode chegar até mesmo à idade de um espermatozóide.

Bolsonaro disse que a pressão sobre o “garoto”, no caso Flávio, é para atingir o governo. O filho do presidente foi alvo do Coaf por movimentações atípicas em sua conta corrente.

Em outra frente, Bolsonaro vai tentar a carreira artística. Ele vai regravar Garotos e Meu Guri.