O presidente Jair Bolsonaro cancelou a entrevista que daria a jornalistas em Davos. Faltando menos de uma hora para o evento, assessores informaram que ele não aconteceria. De acordo com amigos, a desistência aconteceu porque o presidente se deu conta que não daria uma exclusiva à Record.

O presidente queria um coro de repórteres gritando “lindo, lindo” e outro gritando “mito, mito”. A assessoria informou que Bolsonaro defende a imprensa livre. Livre para falar bem dele.