Preso no sábado na Bolívia, o terrorista italiano Cesare Battisti disse que os crimes foram cometidos por um motorista amigo que era um “homem de negócios”.

De acordo com Battisti, tudo será esclarecido rapidamente quando o motorista puder depor. O problema é que o motorista está com a doença da dança louca.

Caso a estratégia não funcione, Battisti já tem um plano B. Ele vai tatuar a Bíblia e pedir desculpas.

Se ainda assim não funcionar, Battisti pretende entrar para o PSDB.

A partir de R$ 5 mensais você pode ajudar o Sensacionalista a pagar as suas despesas e fazer muito mais. Saiba como participar do nosso grupo de reunião de pauta no Telegram e acessar notícias exclusivas. Clique aqui e assine