O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, está passando por uma mudança radical em sua vida. Ele virou monge e não fala há dias.

O voto de silêncio começou quando vazaram movimentações suspeitas na conta de um assessor e depósito na conta da mulher de Bolsonaro.

O presidente eleito afirmou que o depósito foi o pagamento de um empréstimo de 40 mil. Mas quem pegou emprestado tinha um milhão.

Inicialmente a família chamou técnicos para ver se Moro estava com a tecla mute apertada.