A menina pastora que divertiu o YouTube há mais de 10 anos, hoje acabou no governo. Danares Alves foi anunciada ministra dos Direitos Humanos e deu entrevistas dizendo que o papel principal da mulher é ter filhos.

Ela disse que a mulher trabalha porque precisa e que deveria trabalhar só se quisesse. Damares também afirmou que é contra o aborto.

Por outro lado, a ministra não falou contra a união de gays. Ela disse que isso já é direito adquirido.

Damares era assessora de Magno Malta. Bolsonaro estava procurando alguém conhecido para os Direitos Humanos, até que alguém lembrou da menina. É meu irmão, aleluia Glória a Deus.

No passado, chegou-se a cogitar que a menina era, na verdade, Janaína Paschoal.