O governo Bolsonaro está empenhado em começar a aprovar a sua agenda. Um esforço adicional está concentrado no Escola Sem Partido. O projeto prevê que professores passarão a ensinar apenas ciências exatas e ainda assim somente operações com soluções indiscutíveis.

Em outro campo, o governo também se movimenta para o Democracia sem contestação. Jornais que publicarem notícias desfavoráveis vão perder anúncios federais, mesmo que sejam líderes do mercado.

O governo garante que a imprensa é livre. Livre para fazer elogios.