Quando Pedro Sampaio recebeu uma mensagem “Amor, vou dormir”, de Alessandra, ele mandou um emoticon de panda e sorriu. Ninguém sabe porque ele mandou o panda. Mas essa matéria não é sobre isso. Cinco minutos depois, Pedro abriu o Whatsapp e viu que Alessandra estava online. Ele passou a noite inteira sem dormir, se mexendo na cama.

Pedro não está sozinho (e nem Alessandra está só com ele): cada vez mais brasileiros não dormem pelo mesmo motivo. E cada vez mais reportagens usam o termo “cada vez mais” quando não têm dados precisos.

“É um mal que aflige centenas de milhares de casais no país e no mundo’, disse um analista, que encerrou a entrevista inesperadamente depois que percebeu que sua mulher mandara uma mensagem dizendo que estava entrando numa prova mas continuou online.