Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, deixou o presídio hoje de manhã beneficiada pela saída temporária de Dia das Mães. Esse é o terceiro ano consecutivo que ela é colocada provisoriamente em liberdade na data.

Por isso, foi decidido pela Câmara dos Deputados tornar a saída da prisão de Suzane para o Dia das Mães uma data comemorativa no calendário do Brasil.

“É um fato histórico e cultural no Brasil e merece essa homenagem”, disse um dos deputados autores da proposta.

Apesar de causar revolta em muitos brasileiros, a saída da detenta nessa data causa tranquilidade em muitos outros. “Pelo menos a gente vê que, mesmo com os escândalos de corrupção e derrubada de governos, o Brasil segue funcionando normalmente”, disse Carlos da Silva Nascimento.

Foto de Laura Leimig