Com a proximidade das festas de fim de ano, a carioca Letícia Barros, 27, achou uma forma pouco convencional, mas eficaz, de não participar o amigo oculto em 2017. Ela aproveitou que sofreu um pequeno acidente e pediu à sua médica que a colocasse em coma induzido. Letícia deve ficar desacordada até a segunda semana de janeiro.

“Todos os anos eu dou presentes bons e até caros, mas ganho coisas horríveis. Normalmente participo do amigo oculto com a família, outro com amigos, outro com o pessoal da empresa… é muito dinheiro gasto e pouco retorno. Uma vez eu dei uma carteira caríssima para minha prima e ganhei uma Havaianas da minha tia” desabafou.

Letícia contou ao Sensacionalista que, apesar do dinheiro gasto, o motivo que a fez optar pelo coma não foi financeiro.

“Eu estou acostumada com os gastos e amo presentear meus amigos e parentes, mas o momento constrangedor de revelar quem é o amigo oculto não dá pra mim. São horas e horas de pessoas fazendo elogios e tentando ser engraçados. Tô fora”