Com as prisões de Anthony Garotinho e sua mulher, Rosinha Matheus, na manhã de hoje, em uma decisão ousada o Estado decidiu transformar o Palácio Guanabara em um presídio. A decisão quer facilitar o trabalho da Polícia Federal e economizar com investigações e transporte.

Com três ex-governadores presos e o direito a pedir música no Fantástico, o Estado agora estuda a divisão das celas. Cabral, preso há um ano, teria solicitado uma cela próxima à janela, que dá acesso a uma das ruas em que uma famosa marca de joias possui uma loja. Garotinho, no entanto, teria comprado alguns votos entre os carcereiros e deve ficar com a cela, que possui suíte.

O atual governador Luiz Fernando Pezão, que ainda possui as chaves de todos os cômodos do Palácio, pretende usar seu foro privilegiado para garantir a si mesmo uma melhor estadia no novo presídio. Ele garante ainda que até o fim do dia a Odebrecht já terá terminado a reforma de todas as acomodações para garantir a todos uma pena confortável.