Está sob investigação no Ministério Público Federal de Rio Verde-GO um vídeo onde um militar aparece pisando na cabeça, nas costas e jogando terra no rosto de um soldado deitado no chão. A gravação que teria sido feita no interior do 41º Batalhão de Infantaria Motorizado de Jataí causou indignação e comoção nas redes sociais.

Procurado por nossa reportagem, o militar que aparece pisando no rosto do soldado minimizou a agressão e se justificou: “estávamos só treinando para a intervenção militar tão requisitada pela população. Meu soldado disse que tinha levado o filho para visitar um Museu na capital então eu fui obrigado a intervir imediatamente em defesa da moral e da família brasileira”.

O rapaz que sofreu a “intervenção” no rosto não foi encontrado para dar seu depoimento. Segundo o Batalhão, o jovem soldado está em missão submarina e não tem previsão de volta.