Uma pesquisa divulgada hoje mostrou que a avaliação negativa do governo Temer alcançou 75,6%, superando o recorde que, até então, era de Dilma Rousseff. Temer também é dono do pior desempenho pessoal da história, já que 84,5% desaprovam o presidente. Apenas 3,4% aprovam o governo do peemedebista. Na avaliação do Planalto, no entanto, os baixos números não são atribuídos às recentes denúncias contra o presidente, mas ficam por conta de Gisele Bündchen. Pode rir, a piada é essa.

A uber model usou suas redes sociais para criticar a decisão do governo de acabar com a Renca (Reserva Ambiental do Cobre), situada em uma região entre os estados do Pará e do Amapá. Após muitas críticas e alguns tweets trocados entre Temer e Bündchen, o governo voltou atrás.

Temer usou suas redes sociais nesta manhã para culpar, além de Gisele, o cancelamento do show de Lady Gaga, a substituição pelo show do Maroon 5 e a recente declaração de Geisy Arruda, que afirmou ser negra mesmo sendo branca, pela queda em sua popularidade.

“Algumas coisas que acontecem neste país não são necessariamente culpa minha, né, certas pessoas não enxergam isso” postou Temer.

Já o retorno do grupo Rouge, de acordo com Temer, pode ser um dos grandes fatores que fizeram com que pelo menos 3,4% dos brasileiros aprovassem o governo.