O grupo de delegados e agentes em Curitiba dedicados exclusivamente à operação Lava Jato foi oficialmente afastado pela Polícia Federal. A força-tarefa já havia sofrido um corte significativo: em maio, a quantidade de delegados dedicados à Lava Jato na PF de Curitiba caiu de nove para quatro. A queda da demanda da operação, e a criação de grupos em outros Estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília foram os argumentos utilizados para o corte.

O encerramento da força-tarefa em Curitiba acendeu um sinal de alerta na população que rapidamente já organizou um crowdfunding para manter a Lava Jato atuando. Em uma operação chamada “Tem que manter isso aí” um grupo de civis organizou a “vaquinha virtual” para arrecadar fundo para a Operação Lava Jato.