O engenheiro paulista Jonathas de Souza entrou no 23º Cartório de Registro Civil com sua companheira estável dos últimos 13 anos bem junto ao peito.  Ele queria oficializar uma união que, segundo ele próprio, só lhe trouxe “alegrias e motivos para dormir satisfeito”.

“Nós nos conhecemos quando eu vim do interior e tinha 15 anos”, disse Jonathas.

Mas a história do rapaz de 28 anos que só queria celebrar o amor não foi adiante. “O nome dela é Supreme. Eu a amo”, disse, abraçando a caixa com sua pizza amada. O juiz de paz reagiu expulsando-o do cartório.

“Tenho 28 anos de idade e sei o que quero. Um amor sincero, que não ofende a ninguém, não pode ser contra a lei”, ainda argumentou.

Especialistas consultados ainda não chegaram a um consenso. “Sabemos de casos de pessoas que se casaram com o próprio carro ou com o videogame em países da Europa. Mas, no caso da pizza, o juiz pode duvidar que ele consiga parar em uma só. Há o entender de que ele pode se casar com esta, mas logo passar a consumir outras. Uma pizza não vai durar para sempre”.

Este caso polêmico continua sem solução. Enquanto a história de Jonathas não chega a um final, você que acredita em outras formas de amor pode testar sua sorte.

Use todo o seu charme e mande uma mensagem no inbox do messenger da Pizza Hut Brasil de 8 a 12/6.

Você também vai ter a oportunidade de conversar e tentar conquistar uma pizza. Se mandar bem, leva uma pizza grande do seu sabor preferido no Dia dos Namorados.