O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi citado na delação de Emílio Odebrecht como tendo recebido “vantagens indevidas” nas eleições de 1993 e 1997. O caso foi encaminhado à Procuradoria da República em SP porque FHC não tem mais foro privilegiado.

O fato provocou o reacendimento de uma rivalidade antiga. O ex-presidente Lula gravou um vídeo em seu perfil do Facebook dizendo que “como tudo o que o FH fez, eu fiz melhor depois”.

“Olha, veja bem, primeiro que essa história de ‘vantagens indevidas’ é nome tucano para propina. E nunca na história desse país um governo recebeu tanta propina como o meu. O tucano sente inveja. Não vão nos superar”, disse.

Já Fernando Henrique se defendeu dizendo que seu pagamento para a emenda da reeleição foi muito melhor do que a mesada que o PT pagava durante o Mensalão.

Fernando Henrique também disse que, como pai do Real, tem o direito de recebê-lo de quem quiser, sempre que quiser, sem precisar dar explicação a ninguém.