Relações familiares nunca são fáceis. O cunhado não paga a dívida. A tia solteira pergunta se os sobrinhos não estão namorando. A criança avisa a bisavó que ela já está quase indo para o céu. Uma pesquisa recente da Universidade de Massachussets do Brasil mapeou os parentes mais odiados nas famílias do país.

O resultado surpreendeu. Líder até dez anos atrás, o tiozão do pavê, responsável pelas piadas mais infames nas festas familiares, perdeu o posto para outra figura: o genro folgado. “É aquele que usa as roupas do sogro sem perguntar, fala gracinhas íntimas para a filha dele sem pudor e ainda cisma de chamá-lo de pai”, explica o coordenador do estudo, Mathias Coelho.

O filme Tinha que ser ele, com James Franco e Bryan Cranston, é o exemplo perfeito desta relação. No longa-metragem, que estreia nesta quinta-feira, dia 16, o pai vai visitar a filha que estuda em outra cidade e conhece o namorado dela: um jovem bilionário da internet completamente sem noção.

O pesquisador Mathias Coelho explica que há, inclusive, uma conexão entre os dois primeiros colocados da pesquisa. “O genro folgado de hoje será o tiozão do pavê de amanhã”, revela. Já dá para imaginar James Franco daqui a uns anos perguntando “É pavê ou pacumê?

Veja o trailer