Após gafe em discurso no Dia Internacional da Mulher, o presidente Michel Temer resolveu recompensar as mulheres. Ele reconheceu que atribuir a elas a capacidade de indicar ‘desajustes’ de preços no supermercado foi uma colocação machista e, para apaziguar os ânimos, vai distribuir descontos nos supermercados do país inteiro.

“Quero me desculpar com todos os brasileiros por minha colocação, supostamente machista. Percebo que ofendi muitos maridos ao atribuir às mulheres conhecimentos econômicos. Já às brasileiras, darei descontos de 50% em chã, patinho e lagarto, dessa forma vocês poderão se preocupar menos com o valor e mais com o jantar”, disse Temer.

Para rebater as críticas de que voltaram a apontar o fato de Michel Temer não possuir mulheres em seus ministérios, ele decidiu criar o Ministério da Economia Doméstica.

“Será uma bela forma de fazer com que as representantes do mundo feminino ingressem no governo. Procuramos uma ministra que tenha plenos conhecimentos sobre o lar, administração de despensas, evitar desperdícios ao fazer lanches rápidos para receber amigos, diminuir o consumo de energia, otimizando o tempo na hora de passar roupas, entre outras coisas que fazem com que a economia doméstica não precise ficar sob o cuidados dos homens da casa” finalizou o presidente.