A bola dos ares-condicionados em toda a frota de ônibus vem sido passada de prefeito para prefeito há algum tempo. Com as temperaturas subindo a cada ano, equipar com ar-condicionado o meio de transporte mais usado pela população, virou uma questão de saúde pública.

Este ano, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella prometeu manter o preço das passagens de ônibus sem reajuste até que toda a frota seja equipada, mas segundo especialistas, isso pode demorar algumas centenas, ou até milhares de anos, sendo concluído somente na próxima era Glacial, quando aparelhos de ar-condicionado serão desnecessários.

“Nós estudamos cautelosamente o espaço-tempo criado entre as promessas e a instalação de cada aparelho em cada ônibus e chegamos a conclusão que quando a frota toda for equipada, estaremos entrando a próxima era glacial, onde a demanda será por aquecedores.” afirmou o cientista Emmeto Brown.

Já segundo o prefeito, essa informação não é verídica.

“Isso é uma heresia. Querer difamar o trabalho tão glorioso da prefeitura com ciência. Os ônibus serão equipados se Deus quiser e quando Deus quiser!” criticou o prefeito.

Apesar de desmentir os cientistas, o governo do Estado já se adiantou e começou as obras de túneis aquecidos que deverão ficar prontos para os Jogos Glaciais de 2650.