Um estudo feito pelo Instituto de Biologia da América Central, no Panamá, confirmou na semana passada que os camaleões vêm se tornando uma praga  em grande parte do continente americano. E o problema cresce cada vez mais no território brasileiro.
De acordo com a bióloga Aline de Matos Valério do INPE, Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais, o caso no Brasil é mais sério do que se imagina.

“Até 2006, se contabilizava um camaleão em cada lar brasileiro. Hoje em dia esse número quadruplicou. Eu, por exemplo, tenho três gatos e onze camaleões. Tem três em mim neste momento, olha”, contou a bióloga mostrando seu ombro.

Segundo a Secretaria de Controle de Animais Silvestres de São Paulo, os répteis trazem benefícios mas também perigos.

“Eles matam algumas moscas e baratas, mas existe um risco grande de tropeçar num desses bichos e bater a cabeça. Ano passado contabilizamos sete acidentes com traumatismo craniano proveniente de camaleões”, contou o secretário Ivan de Moraes.

Para  identificar o problema é simples: basta cobrir a casa com uma camada de talco para encontrar os bichinhos. Mas cuidado, não deixe ninguém cheirar o talco. Aí você terá outro problema…