Em entrevista a uma rádio da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, o cantor Amado Batista declarou apoio a Jair Bolsonaro para as eleições de 2018.Ele afirmou que o Brasil precisa de um político de “pulso firme e democrático”.

O que Amado Batista esqueceu de mencionar na rádio é que o motivo de seu apoio a Bolsonaro é um desejo que o país retroceda aos tempos em que sua música fazia sucesso.

“Ele sente saudades daquela época do Brasil e por isso tem essa atração tão grande pelo Bolsonaro”, explicou o psicólogo Alberto Esteves Dias.

Apesar da opinião polêmica omitida, os ouvintes ficaram contentes que a menos Amado Batista não tenha cantado na rádio, apenas falado. “Estamos acostumados a ouvir porcaria por aqui, hoje em dia só tem isso nas rádios”, disse o ouvinte Jorge dos Santos. “Depois dessa, eu tenho mais medo de um futuro jingle de campanha do Amado Batista que da própria possível vitória do Bolsonaro nas eleições”, afirmou.

Especialistas em política e música foram procurados pelo Sensacionalista para dar uma opinião sobre o assunto e chegaram à conclusão de que, como comentarista de política, Amado Batista é um péssimo cantor também.