Um especialista em comunicação digital da Universidade de Oxford, na Inglaterra, publicou um estudo indicando que desligar o corretor ortográfico automático do celular diminui sensivelmente o número de gafes e aumenta a velocidade da comunicação.

O islandês radicado na Inglaterra Takhjui Hrodskstroon afirmou que gafes como digitar “beijo no seu pai” e mandar sem querer a frase “beijo no seu pau” ou “sempre achei você gatinha” virar “sempre achei você galinha” caem em 100% sem a “ajuda” do corretor.

Em entrevista pelo Whatsapp, Takhjui disse que a velocidade das conversas também aumenta, uma vez que usuário para de “brigar” com o corretor.

“Prara min parewce óvbiivio que a digferrensxca na comuiicacao é muinima”, escreveu. “Noo telcladio pewquennno oo dedod esecapa r alguumass lertras saenm a masi ou eraddas mas naoo ha gafhfes”, explicou.

O inventor do corretor ortográfico não pôde se defender porque disse que estava muito duende.