A quebra de sigilo telemático do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha revelou algumas trocas de e-mails entre ele e sua filha, a publicitária Danielle Dytz da Cunha. Danielle que também é investigada na Lava Jato pela posse de um cartão de crédito estrangeiro, enviou ao pai uma lista de compras que se iniciava com a emblemática frase “Oi Dad, mesmo eu indo viajar, infelizmente não tenho cacife para comprar tudo que eu gostaria”.

dad

Tocado pela mensagem, o Governo decidiu criar uma bolsa para filhos de pais políticos presos por corrupção. A bolsa batizada provisoriamente de “Dad não tenho cacife” deve sair do papel ainda em 2016.

“Você não pode privar os jovens filhos de políticos corruptos de suas vidas luxuosas e bancadas pela população brasileira. O patamar de vida ao qual estavam acostumados deve ser mantido, garantindo assim a estabilidade física e psicológica desses inocentes seres humanos” disse o diplomata Alexandre Parola, porta-voz do Governo Temer.

Questionado sobre a filha de Cunha também estar sendo investigada, ele garantiu que isso não deverá ser levado em consideração.

“Não deve ser algo que afete o recebimento do benefício. A investigação mostra que ela pode ter usado o dinheiro público sem que a Justiça soubesse. Com o benefício ela usará o dinheiro público com a Justiça sabendo disso, logo, não estará cometendo nenhum crime” finalizou Parola.

Veja a troca de e-mails completa:

dad

dad 3

dad