Nem as derrotas nas eleições, nem o crescimento dos partidos de direita, nem mesmo as atuais medidas conservadoras do congresso. Para estudiosos das ciências políticas o pior golpe sofrido pela esquerda brasileira no ano de 2016, após os escândalos do PT, foram os elogios de Alexandre Frota no Facebook.
alexandre frota
“Ainda que a esquerda tenha perdido muito esse ano, seja em poder político, seja em capital moral, uma coisa ela podia ao menos dizer: o Alexandre Frota não está com a gente”, explicou um analista político que não quis se identificar. “Pode ser o lado do Stálin, pode ter o Mao, mas ao menos não tinha um ex-Casa dos Artistas, sabe como é. E nem é o Supla, que ao menos as pessoas gostavam”.
Analistas também não descartam a possibilidade de ser tudo uma campanha negativa da direita. “Ainda é cedo para falar, mas se nas próximas semanas integrantes da família Bolsonaro começarem a elogiar o comunismo, Feliciano tirar fotos com a bandeira de Cuba, Reinaldo Azevedo tatuar um Trotski no bíceps e postar no Instagram, dá pra ter certeza que é parte de um plano. E que é hora de deletar o Instagram, claro”.
Consultados pela nossa reportagem, executivos do Instagram pareceram muito confusos.