​Com a vitória sobre o Peru, a seleção brasileira comandada por Tite ganhou sua sexta partida consecutiva, igualando o recorde de vitórias da seleção de João Saldanha em 69, e agora está praticamente classificada para a Copa de 2018.

Ao ver o bom desempenho da seleção, os brasileiros decidiram implorar a FIFA para adiantar a próxima Copa para esse mês. “Até 2018 a seleção já vai estar jogando de outra forma, provavelmente com desempenho pior e não ganharemos nada, como tem sido nas últimas copas”, disse Alberto Chagas, de 43 anos.

Na opinião do especialista em futebol, Roberto Azevedo, até 2018, a seleção deve mudar de técnico cinco vezes e trocar metade dos jogadores. “Não adianta se animar agora”, disse.