Com a chegada das eleições americanas, uma equipe de pesquisadores decidiu medir a influência de uma das ferramentas mais presentes durante essa última campanha para a Casa Branca. O textão de brasileiro no Facebook dizendo qual candidato é o melhor.
E para a surpresa de absolutamente nenhum dos pesquisadores, descobriu-se que a influência é menor do que zero. “Basicamente ninguém se importa, essa é a verdade”, afirma o relatório do projeto. “Convencer seu amigo que mora em Uberlândia de que a Hillary deve ser presidente tem a mesma influência na eleição americana que um cowboy do Nebraska tem na divisão de vagas de garagem do seu condomínio”, afirma o relatório.
A próxima meta dos pesquisadores de impacto digital agora é analisar se aquelas dicas de férias no facebook fazem com que alguém realmente viaje para onde você sugeriu ou apenas garantem que todo mundo deseje que você não tenha férias nunca mais. Nenhum membro da equipe, quando consultado, disse acreditar na primeira opção.