Organizações Não-Governamentais  de Direitos Humanos enviaram esta noite um comunicado ao canal de notícias Globonews exigindo a imediata libertação da jornalista Renata Lo Prete. A apresentadora e comentarista política está no ar há mais de 18 horas, de pé, falando sem parar. Dizem que ela não vai ao banheiro desde ontem à noite, antes de dormir.

A emissora garantiu que pagará todas as horas extras a Renata, assim como para o jornalista Gerson Camarotti, que também estaria prisioneiro no estúdio da Globonews. Boatos dizem que embaixo da bancada ele estaria preso com uma barra de ferro – por isso estaria falando de forma cada vez mais vagarosa.

Não é a primeira vez que a Globonews se envolve num caso como este. Este ano, no dia do grande ato contra o governo, a comentarista política Cristiana Lobo teria ficado presa também.